Buscar
  • Ruann de Castro

Já pensou em aprender Bioquímica brincando?


 

A Bioquímica como ciência representa um conteúdo fascinante para estudantes de diversas áreas do conhecimento. Quem não já se deparou com um mapa de integração metabólica e viu o quão surpreendente é tudo que acontece em nosso metabolismo? Tanta “beleza” traz consigo também uma série de reações primorosamente reguladas por enzimas, cofatores, substratos e os mais variados tipos de produtos, que são a mola propulsora da vida! Ao mesmo tempo, estudar e aprender sobre todos esses detalhes constitui uma tarefa que exige muita dedicação. Por que não tornar essa tarefa mais fácil? Seria possível aprender esses conteúdos de forma interativa e divertida?

Motivados por essas questões e pensando em desenvolver ferramentas de ensino que facilitem o aprendizado de conteúdos relacionados à Bioquímica Básica e à Bioquímica de Alimentos, os integrantes do grupo de pesquisa do Laboratório de Bioquímica de Alimentos da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp desenvolveram jogos didáticos para aplicação em cursos de nível técnico, graduação e pós-graduação. Ao todo, 3 jogos foram elaborados: 2 voltados para as Vias Metabólicas e 1 mais abrangente e que envolve conceitos da Bioquímica Básica (Metabolismo e Enzimologia), além de diversos aspectos relacionados à Bioquímica de Alimentos, que vão desde as transformações bioquímicas em tecidos vegetais até as aplicações de enzimas em processos industriais. Vamos conhecer um pouco mais sobre esses jogos?

 

Dominólise


Grupo Responsável: Fernanda Acuña Caldeira Juncá, Francielle Miranda de Matos, Gabriela Boscariol Rasera, Marcos Huann B. Holanda e Mariane Daniele Munhoz.

Supervisão: Professores Ruann de Castro e Hélia Sato.


Inspirado no nosso tradicional jogo de dominó, o "Dominólise" utilizou como base o Metabolismo de Carboidratos e inclui as seguintes vias metabólicas: Glicólise, Ciclo de Krebs e Cadeia Transportadora de Elétrons. O objetivo do jogo é completar as sequências de reações bioquímicas que envolvem essas vias como se fosse um dominó. Abaixo são descritas as regras do jogo!


§ Um moderador deve ser escolhido para acompanhar o andamento e fazer a conferência e validação das jogadas.

§ O moderador deve distribuir as peças em igual quantidade para cada jogador (16 peças para cada, 4 jogadores).

§ Em seguida, o jogador que tiver a molécula glicose dá início ao jogo, que deve prosseguir no sentido da via metabólica.

§ O mapa deve ser completado na seguinte ordem: i) molécula inicial (substrato: peça azul) – ii) enzima (peça amarela) – iii) componentes adjacentes (reações paralelas, cofatores, produtos intermediários: peça verde) – iv) molécula seguinte (produto da reação enzimática anterior). Assim, em sua rodada, o jogador deve analisar o mapa e ver se tem a próxima peça na ordem exigida.

§ Cada jogador terá 1 minuto para decifrar a jogada e se manifestar.

§ Em jogadas incorretas ou ausentes (jogadas sem nenhuma manifestação), o jogador leva uma peça branca como “punição”. Em jogadas ausentes, o moderador deve revelar qual é a peça adequada e o jogador que estiver de posse da mesma, leva uma peça branca como “punição”.

§ Ao completar a via metabólica, ganha o jogo o participante com o menor número de peças brancas nas mãos. O jogo foi dimensionado para conter todas as peças que completam o mapa, não havendo peças sobressalentes.


Ilustração do Jogo Dominólise

 

Trilhando a Síntese Energética


Grupo Responsável: Caroline Lopes, Daniela F. L. C. Cavenaghi, Geodriane Zatta Cassol e Yuri Matheus Silva Amaral.

Supervisão: Professores Ruann de Castro e Hélia Sato.


Inspirado também nas vias metabólicas, “Trilhando a Síntese Energética” é um jogo de tabuleiro com perguntas e respostas acerca do metabolismo de carboidratos! Assim, além de todo o conhecimento sobre digestão, reações enzimáticas e regulação das vias metabólicas, o jogo também é uma competição de sorte! O tabuleiro foi montado de forma “setorizada” e cada região corresponde às transformações bioquímicas que estão ocorrendo durante o metabolismo energético, sejam elas em órgãos/tecidos específicos ou durante as próprias vias abordadas (Via Glicolítica, Ciclo de Krebs e Cadeia Transportadora de Elétrons). Quer saber mais? Veja abaixo como o jogo funciona!

Ilustração e Regras do Jogo "Trilhando a Síntese Energética"

 

Biocards


Grupo Responsável: Jayme César da Silva Júnior, Mariana de Oliveira Silva, Mayra de Lima Mendonça, Pedro Luis Rossetto Fernandes da Silva e Simone A. M. da Franca.

Supervisão: Professores Ruann de Castro e Hélia Sato.


Em um jogo de cartas envolvendo os mais variados assuntos da Bioquímica Básica e da Bioquímica de Alimentos, o "Biocards" teve como inspiração um famoso jogo! Dividido em cartas temáticas que envolvem perguntas sobre Metabolismo (Cartas Vermelhas), Enzimologia (Cartas Verdes), Aplicação de Enzimas (Cartas Amarelas) e Processos Bioquímicos na Indústria (Cartas Azuis), o jogo é uma competição de conhecimento e sorte e dá para aprender muito, brincando! Conheça mais sobre o jogo a seguir!

Ilustração e Regras do Jogo "Biocards"

 

Como parte da implementação dos jogos como uma ferramenta de ensino complementar de Bioquímica, os jogos foram apresentados para a turma da disciplina de Transformações Bioquímicas em Alimentos do curso de Graduação em Engenharia de Alimentos da FEA – Unicamp. A recepção e a empolgação dos (as) alunos (as) com os jogos foram muito positivas. Em quase 2h de atividades interativas, os (as) alunos (as) revisaram e reforçaram os seus conhecimentos sobre os diversos aspectos que envolvem a Bioquímica na área de alimentos.

Alunos do curso de Engenharia de Alimentos da Unicamp explorando os jogos desenvolvidos para o ensino de Bioquímica!

 

A partir de agora, a intenção é expandir e compartilhar os jogos para aplicação em turmas com diferentes níveis de formação (técnico, graduação e pós-graduação), utilizando-os como ferramenta auxiliar para o ensino de Bioquímica nos mais variados cursos! Em breve, traremos mais detalhes sobre os jogos, desta vez com vídeos explicativos!